Um é pouco, Dois é bom, Três é demais?

Como pai, me identifico demais com o Pedro Muniz e ao ler algumas coisas que ele escreve, você paizão, vai sacar facilmente o porque. Esse artigo é o primeiro de uma sequência de três. No final tem o link para o próximo que é uma reportagem impressionante com o que aconteceu com essa linda família!


PARINDO (41 semanas)

Como Pai, a ficha começa a cair agora, sim só agora a ficha cai de fato, mesmo sendo o terceiro filho a compreensão real da “nova” paternidade que me aguarda só se dará com o Téo em meus braços.

Refletindo esses dias sobre a chegada de nosso terceiro filho reparei algumas coisas interessantes e quero compartilha-las.

É impressionante como o primeiro filho é lindo, esperado, bem aceito por todos. Já o segundo é motivo de algumas desconfianças, algumas indagações do tipo “vocês queriam dois mesmo?”, “vixi agora é gasto em dobro hein”.

Agora no nosso terceiro é quase que unanimidade a reprovação imediata e a exclamação : “Vocês são loucos?”. Sim , a frase que mais ouço, e que mais tem me perseguido nessas 40 semanas é sobre a “irresponsabilidade”, “loucura” , “coragem”, de ter escolhido ter uma família “grande”. Coloco em aspas, por que venho de uma família de dois irmãos, e meus amigos quase todos da mesma situação. A 15 anos atrás quem tinha pouco filho tinha 2, já hoje se tiver um comemore que já é um avanço.

Vida Boa de Pai

Pedro e família – Imagem fonte: arquivo pessoal

O que mais me intriga é que o fundamento das críticas que recebo é sobre o trabalho que um filho dá (quem dirá 3 e um cachorro), o gasto que é ter que sustentar tanta gente assim, a diminuição, ainda mais da liberdade, entre outros.

Todas essas afirmações são completamente reais e verdadeiras. Sei das confusões que vivo em nossos almoços, sei da dificuldade que tenho para subir e com dois no colo depois de dormirem dentro do carro (não me pergunte porque ainda não sei como carregarei o terceiro), sei das noites mal dormida, de ter que acordar as cinco da manhã todos os dias. Sei da minha liberdade ser cada vez menor em função de 3 vidas que dependem diretamente de mim.

Mas nosso casamento não tem a ver conosco, nem com nosso felicidade pessoal, tem a ver com um projeto, uma narrativa maior do que as nossas. Filhos para nós antes de serem gastos, são dádivas de Deus, símbolo de aliança, motivo de esperança futura! Casamento para nós é um grande serviço não só a nós mas a sociedade, nossas vidas se juntaram para refletir de forma mais intensa o Deus de nossa fé que não é sozinho, mas também comunidade, a Trindade!

Filhos dão trabalho sim e é esse trabalho que nos fora concedido na criação: o de cuidar, zelar, empreender na criação com criatividade e propósito. Sonhar com uma sociedade melhor é possível, mas discipular filhos que possam incidir como mudança nessa realidade é diferente. Dedicar nossas vidas aos outros, encaixar nossas narrativas a um enredo maior do que o nosso, é a razão, a força e motivo de nossa verdadeira alegria.

Nosso casamento conta com todas essa dificuldades que são apontadas nas críticas, mas escolhemos não fugir de nenhuma delas, mas antes enfrentá-las com sobriedade, responsabilidade e fé!

A certeza que nos move é que nenhum trabalho feito aqui será em vão, e que nossa esperança transcende nossas paixões e desejos pessoais! Não é sobre nós é sobre Ele!

Que o Téo venha com muita saúde, pois já estamos ansiosos pela sua chegada!!

Em Cristo se encontra a plenitude de Todas as coisas, a verdadeira satisfação!
Somos mais felizes quando somos mais satisfeitos Nele!

Paz e Bem.

Pedro Muniz é pastor, empresário, marido apaixonado e pai babão de 3 filhos!!

Leia o próximo artigo AQUI. Você não vai acreditar no que aconteceu na casa do Pedro!!

Faça como o Pedro, junte-se a nós na comunidade #vidaboadepai! Se você tem interesse em compartilhar momentos, inspirar outros pais, contar histórias ou fazer um depoimento, envie então um e-mail para: eutenho@vidaboadepai.com.br. Iremos ler, responder e se você quiser, contar a sua história aqui no blog Vida Boa de Pai.

Comentários do Facebook

comentários

Comente aqui