Somos pais perfeitos… Será mesmo?

Somos pais perfeitos e nossos filhos também são filhos perfeitos!! Mas será essa uma verdade?

Meu filho dorme todas as noites às 8:30. Meu filho não comeu nenhum tipo de doce até os dois anos de idade. Meu filho obedece na primeira vez que ordeno. Meu filho cumprimenta as pessoas, sobretudo os avós. Meu filho não sai correndo sem minha permissão. Meu filho sempre deixa o quarto organizado. Meu filho compartilha seus brinquedos.

Esse filho que descrevi era o meu filho antes de nascer. Afinal, somos pais perfeitos antes do nascimento de nossos filhos.

Sabemos direitinho o que fazer, quando fazer e como fazer para termos filhos obedientes, educados, enfim, filhos perfeitos. Mas a verdade não essa.

Meu nome é Rafael e minha esposa chama Sabrina. Somos pais de uma linda menininha chamada Helena de quatro anos de idade com personalidade forte e que está passando pela fase que os psicólogos chamam de primeira adolescência ou será que já é a segunda? Aliás, até então nunca tinha ouvido falar de “primeira adolescência”. Quando fiquei sabendo dessa história fiquei muito angustiado, se é a “primeira” quantas mais virão por aí. Também temos o Lucas de pouco mais de um ano dotado já de muitas vontades.

Quando chega o bebê, muitas alegrias acontecem, mas à medida que vai crescendo, passam a resmungar, reclamar, gritar, chorar, se jogar no chão, joga a cabeça para trás, não quer comer, quando reconhece o chuchu “põe boca pra fora”, quer bolacha doce, fruta nem pensar, não quer trocar a fralda, quer ficar pelado, faz “xixi” no chão, e escorrega e reclama. Só reclama. Depois que crescem mais um pouco, sabem como dizer a coisa errada, na hora errada e perto de pessoas erradas.

Pois bem, eis que eu e minha esposa Sabrina em meio a esse grande desafio de criar nossos filhos resolvemos que deveríamos buscar algo para nos ajudar foi quando ouvimos falar do curso como criar seus filhos. Não tivemos dúvidas quanto a fazer, mesmo sabendo que não seria fácil destinar todas as segundas-feiras à noite por um semestre inteiro.

Somos pais analógicos e nossos filhos já estão na era 4K ou Ultra High Definition.

Contudo, com o curso fomos capazes de atualizar nossos softwares, atualizar nossos aplicativos. A primeira Aula com a lição “Como Criar Uma Criança Responsável” foi um choque para nós. De forma simples, prática, mas muito profunda recebemos ensinos verdadeiramente transformadores nas nossas vidas e nas vidas dos nossos filhos. Aplicamos as técnicas e não acreditamos no resultado obtido em tão pouco tempo. Simplesmente sensacional.

A cada lição dada fomos surpreendidos como agíamos errado na criação dos nossos filhos e como cada ensinamento foi fazendo sentido.

Agora, mais do que simplesmente as técnicas ensinadas que foram muito importantes, esse curso mexe com nosso coração e entendimento porque vai muito além de listas e regras. Ele nos ensina virtudes e princípios que tornam possível ter uma família maravilhosa, com filhos que são não apenas alegria para nós, mas também benção para os outros.

Para aqueles assim como nós que acreditávamos que criar filhos é uma tarefa impossível, fadada a terminar em sofrimento, encorajamos muito a fazer esse curso que para nós foi um marco, verdadeiro divisor de águas. Não somos pais perfeitos, mas somos pais que amam e querem o melhor para os seus filhos!

Enviado por Rafael Cunha Fernandes (advogado, amigo, marido apaixonado e pai de um lindo casal)

Conheça melhor o curso que o Rafael falou AQUI!

Faça como o Rafael, junte-se a nós na comunidade #vidaboadepai! Se você tem interesse em compartilhar momentos, inspirar outros pais, contar histórias ou fazer um depoimento, envie então um e-mail para: eutenho@vidaboadepai.com.br. Iremos ler, responder e se você quiser, contar a sua história aqui no blog Vida Boa de Pai.

Comentários do Facebook

comentários

Comente aqui